ABERTO - Programa de Cooperação Espanha-Portugal

30-09-2022

O Programa Operacional de Cooperação Transfronteiriça "Interreg" Espanha-Portugal (POCTEP) procura contribuir para a promoção de projetos de cooperação entre as regiões transfronteiriças de Espanha e Portugal.

Para esta edição do POCTEP, a Comissão Europeia aprovou a atribuição de 320 milhões de euros de financiamento para a cooperação transfronteiriça entre Portugal e Espanha, no âmbito do objetivo de Cooperação Territorial Europeia (Interreg) em Espanha e Portugal, sendo o maior programa do género da União Europeia para o período 2021-2027.

O presente programa abrange a cooperação transfronteiriça através de redes entre pequenas e médias empresas para melhorar a investigação e a transferência de conhecimentos, financiará projetos para melhorar a eficiência energética dos edifícios públicos e irá também apoiar o turismo sustentável, a preservação do património cultural, melhorias nas infraestruturas de saúde e a formação profissional para as pessoas que vivem em regiões transfronteiriças.


- Candidaturas em Fase de Preparação

OBJETIVOS

Para o período de programação 2021-2027, a União Europeia centrará as suas políticas em cinco prioridades de investimento:

  • Uma Europa mais inteligente;
  • Uma Europa mais verde com zero emissões de carbono;
  • Uma Europa mais conectada;
  • Uma Europa mais social;
  • Uma Europa mais próxima dos cidadãos.

Neste sentido, o Programa Interreg Espanha-Portugal (POCTEP) enquadrar-se-á nos seguintes objetivos e prioridades:

No âmbito do "crescimento inteligente", o programa visa reforçar a capacidade de inovação regional transfronteiriça e aumentar a cooperação entre pequenas e médias empresas e o sector da investigação e desenvolvimento através das fronteiras. 

Relativamente ao "crescimento sustentável", o programa visa promover a adaptação às mudanças climáticas, prevenção e gestão de riscos, redução do impacto ambiental do desenvolvimento económico e promoção da eficiência dos recursos. 

Finalmente, no que diz respeito à "coesão territorial", o programa visa o desenvolvimento e a melhoria dos serviços públicos transfronteiriços e o aprimoramento da identificação dos cidadãos com a região fronteiriça hispano-portuguesa.

O POCTEP contempla ações a favor da investigação, desenvolvimento e inovação, tais como:

  • Atividades de investigação e inovação, incluindo a criação de redes.
  • Transferência de tecnologia e cooperação universidade-empresa, sobretudo em benefício das PMEs.
  • Processos de investigação e inovação nas PMEs.

Inclui, também, ações relacionadas com o desenvolvimento empresarial e o fomento do emprego de qualidade:

  • Promoção do empreendedorismo e do espírito empresarial, nas PME.
  • Desenvolvimento empresarial das PMEs, apoio a redes de mentores e de apoio ao empreendedorismo e à incubação.
  • Trabalho por conta própria, espírito empreendedor e criação de empresas, incluindo microempresas e PMEs empreendedoras.
  • Promoção da internacionalização.
  • Mobilidade de trabalhadores, empresas e empreendedores.

Da mesma forma, em matéria de ambiente e infraestruturas energéticas e ecológicas, o POCTEP prevê medidas de:

  • Adaptação às alterações climáticas e prevenção e gestão de riscos.
  • Desenvolvimento e promoção do potencial turístico dos espaços naturais.
  • Proteção e promoção dos ativos da cultura e património natural.
  • Tratamento de resíduos domésticos.
  • Gestão e conservação de água potável.
  • Prevenção e controlo integrados da poluição.

Finalmente, o Programa prevê outro tipo de ações relacionadas com a melhoria da capacidade institucional das administrações e dos serviços públicos através da cooperação transfronteiriça.

DOTAÇÃO ORÇAMENTAL

O orçamento previsto para este programa é cerca de 484 milhões de euros e conta com mais de 365 milhões de euros de ajuda da FEDER.

BENEFICIÁRIOS

  1. Empresas (incluindo ENI) 
  2. Administrações Públicas com competências em I+D+I (locais, regionais e nacionais)
  3. Agências de Desenvolvimento Regional (sectoriais ou transversais)
  4. Universidades, Instituições de Ensino Superior, Institutos de Investigação
  5. Centros Tecnológicos
  6. Fundações Públicas e Privadas 
  7. Parques de Ciência e Tecnologia
  8. Câmaras de Comércio, agrupamentos de empresas e associações empresariais
  9. Agrupamentos Europeus de Cooperação Territorial (AECT)
  10. Associações e Organizações da Sociedade Civil
  11. Outros agentes relevantes dos sistemas regionais de inovação do espaço transfronteiriço

ÂMBITO GEOGRÁFICO

As regiões abrangidas por este programa são as NUTS III de Portugal e Espanha situadas nas fronteiras ou adjacentes a estas 

Espaço transfronteiriço Espanha-Portugal (NUTS3)

PRIORIDADES

  • Aproveitar o potencial da cooperação para consolidar o ecossistema de inovação, científico e tecnológico, fomentar a criação de conhecimento e redes empresariais, promover a digitalização e melhorar a competitividade das empresas, especialmente das PME e micro PME.
  • Promover a cooperação para maximizar a rentabilização dos recursos endógenos do território e o desenvolvimento de iniciativas e sectores-chave, progredindo na especialização inteligente.
  • Avançar na transição ecológica e adaptação às alterações climáticas na zona transfronteiriça através da cooperação como instrumento para a promoção da economia verde e da economia azul.
  • Proteger e conservar a biodiversidade em áreas naturais e rurais e melhorar os ecossistemas naturais e o ambiente urbano no espaço transfronteiriço através da cooperação.
  • Reforçar a cooperação para enfrentar o desafio demográfico no espaço fronteiriço, criando condições de vida atrativas baseadas no acesso ao mercado de trabalho, serviços públicos essenciais, mobilidade e aplicação de princípios de inclusão social, igualdade de oportunidades e tratamento.
  • Promover, através da cooperação transfronteiriça, o desenvolvimento de estratégias multissectoriais para o desenvolvimento integrado e sustentável.
  • Ultrapassar obstáculos fronteiriços através da aplicação de uma abordagem transformadora de governação a vários níveis à cooperação transfronteiriça.
Este programa será fundamental para continuar a criar empregos, estimular a transição climática e energética e proporcionar melhores cuidados de saúde para as pessoas que vivem nestas regiões. 

- Mais informações disponíveis na plataforma do POCTEP e no Programa (versão Agosto/22).

As primeiras convocatórias, que divulgaremos oportunamente, são esperadas já durante o último trimestre de 2022.


Fale com um dos nossos consultores para perceber como pode beneficiar dos incentivos financeiros da União Europeia para impulsionar o seu negócio.

Seja o primeiro a ler o que há de novo e mantenha-se informado dos incentivos que podem alavancar e projetar a sua empresa!